Varejo – O que Mudou x Não Mudou em 100 anos

Business Intelligence (BI) – O que é?
18 de dezembro de 2018
2019 Chegando em grande estilo
26 de dezembro de 2018

Varejo | O que Mudou x Não Mudou em 100 anos

Hoje já se sabe que uma das coisas mais importantes para se destacar no mercado varejista é através da experiência do consumidor. Trazer algum diferencial é essencial para fidelizar o seu cliente e se destacar frente aos concorrentes.

Embora tenham ocorrido muitas mudanças nos últimos 100 anos na forma como o varejo funciona, a experiência do cliente se manteve praticamente igual desde a estabilização do mercado varejista. Nesse contexto, mostraremos as principais mudanças no mercado e o também o que manteve-se o mesmo por todo esses anos.

      O que mudou

  1. Forma de Pagamento: Essa, com certeza, foi uma das maiores mudanças vividas pelo mercado varejista. O que antes era feito por meio da troca de produtos (conhecido como escambo), hoje se utiliza o dinheiro ou cartão de crédito e débito para pagarmos por determinando produtos ou serviços. E, certamente, é algo positivo para o consumidor, tendo em vista que ele pode escolher a melhor forma de pagamento para ele.
  2. Decoração e apresentação dos produtos: Essa também foi uma das grandes mudanças ocorridas nesse mercado. No começo os produtos não eram expostos para os clientes e hoje eles são colocados nas lojas de forma a chamar a atenção do consumidor como: em balcões no meio das lojas, araras de roupas espalhadas por todo o ambiente, vitrines, além, é claro, do design e estética das lojas pensadas no consumidor.
  3. Tags nos produtos: No início, os donos das lojas sabiam os valores dos produtos de “cabeça”, sendo assim, os clientes quando se interessavam por algo, perguntavam para o dono, que lhes dava a resposta prontamente. Atualmente, com o aumento na variedade dos produtos, os preços passaram a ser fixados direto nas peças com etiquetas eletrônicas e tudo dentro do sistema tecnológico da empresa, o que se torna mais escalável, dando mais autonomia para o consumidor no momento da compra.
  4. Código de Barra: Essa foi outra grande mudança no varejo e muito importante principalmente para o controle de estoque e segurança no caso de furtos. O cód. De barra hoje está dentro de todo o sistema eletrônico da loja, tendo uma ligação direta também com a loja virtual, impedindo assim, que um produto seja vendido duas vezes, ou que a empresa perca o controle do que ainda possui disponível ou não!

    O que não Mudou

    1. Atendimento: O cliente ainda é, na maioria dos lugares, (exceto em lojas de departamento) atendido pelo dono ou vendedores, que buscam os produtos no estoque e entregam ao cliente para vê-los e em seguida são direcionados ao caixa.
    2. Loja: A maioria dos elementos dentro das lojas se manteve igual, como: o caixa localizado no meio ou no canto da loja, os provadores, ( no caso das lojas de roupas ) os produtos nos estoques e algumas peças expostas para o cliente, ou seja não teve nenhuma alteração no sistema organizacional e de fluxo dentro da loja.
    3. Experiência do Cliente: Esse é um dos pontos mais importantes dentro da loja. A experiência vivida pelo consumidor se manteve a mesma, não tendo nenhum diferencial que melhore todo o processo de compra, desde a forma como os produtos chegam ao cliente até o momento do pagamento.

Investir em tecnologia é uma boa forma de trazer inovação e garantir uma experiência diferenciada para o seu consumidor!

“É comprovado que empresas que investiram em tecnologia nos espaços físicos aumentaram o número de vendas e a fidelidade do seu cliente.”

Tendo em vista que a experiência do cliente é um dos pontos mais importantes para a conversão em vendas, uma forma de trazer algo diferente e inovador para a sua loja é por meio da Lookbr, um aplicativo de Personal Shopper, o qual auxilia o seu cliente no momento da decisão de compra, seja em lojas online ou física.

Saiba mais sobre a LookBR nesse post : As vantagens de ter o Look BR na sua loja.

Ajuda? Chat via WhatsApp