História do Varejo : Como tudo começou

Dia dos Namorados – O amor está no ar
11 de junho de 2018
Como melhorar a experiência do consumidor
21 de junho de 2018
  Atualmente, o setor varejista é um dos mercados mais importantes para a economia de um país. Devido a isso, diversas medidas são criadas para que esse meio se torne cada dia maior e mais lucrativo.
  Mas como esse setor surgiu? E porque ele se tornou tão grande?
Essas são perguntas frequentemente feitas por quase todas as pessoas, então vamos respondê-las agora!

Significado – O que é Varejo

Varejo é a comercialização/venda de produtos ou serviços em pequenas quantidades que são direcionados apenas para o consumidor final, sem intermediários.

Como surgiu  –  Escambo

Desde os primórdios as pessoas buscavam suprir suas necessidades básicas, como: comida, armas, roupas e etc.. Através de diversas atividades, a princípio como a caça e a pesca, logo mais, agricultura, produção têxtil entre outros, mas com o passar do tempo e o aperfeiçoamento dos meios de produção, o que antes era destinado apenas para consumo próprio, começou a se tornar excedente.
  Devido a isso as pessoas optaram por trocar entre si os produtos que possuíam em grande quantidade, por aqueles que lhes faltavam e que consideravam de igual importância (valor). Era o começo então da primeira forma de “comércio” no mundo, por meio de uma comunicação contínua e uma valorização dos bens de consumo.

Surgimento da moeda

No decorrer dos anos, por volta de 1.700, a troca de itens se modificou um pouco, os produtos excedentes foram substituídos por moedas, o que tornou o processo bem mais padronizado e prático, além de auxiliar também no acúmulo de riquezas. Como consequência dessa mudança, o comércio foi se tornando substancial para o desenvolvimento econômico.

Primeiras lojas

Com isso as primeiras lojas foram surgindo, as denominadas “general store” (loja geral) onde era possível encontrar desde roupas e alimentos, até implementos agrícolas.
  Diante do surgimento de diversas necessidades, houve uma adaptação no mercado, que incorporou novas formas de efetuar o atendimento ao cliente, iniciando assim o processo de segmentação e especialização. Surgindo então, as “grocery store”, as famosas mercearias, que eram as primeiras lojas destinadas a vendas apenas de alimentos, essas eram pequenas lojas, que atendiam apenas a demanda da população e utilizavam balcões para separar o cliente das mercadorias.

Revolução Industrial

  Com a chegada da Revolução Industrial, o mundo sofreu uma grande mudança socioeconômica. As fábricas começaram a surgir e com elas uma grande quantidade de produtos que precisavam ser distribuídos e vendidos, possibilitando assim, que a indústria da moda se expandisse de forma significante.
 Devido a isso surgiu também um novo modelo de comércios, as lojas de departamentos. Em 1850, em Paris, foi aberta a “Bom Marchè” pioneira no modelo de agrupamento de peças. Em 1912, nos Estados Unidos, foi inaugurada a primeira loja onde as pessoas pegavam os produtos agrupados por categorias e levavam até o caixa para que assim fosse efetuado o pagamento, sem o auxilio de vendedores, ficando conhecido assim como modelo de auto-serviço.
 Com isso, os produtos passaram a ser distinguidos pelas marcas e fabricantes, surgindo então o que conhecemos hoje como marketing, um meio utilizado para divulgar marcas e produtos de forma a atrair o consumidor.

Como surgiu o cartão de crédito

  Uma das formas de pagamento mais utilizadas atualmente é por meio do cartão de crédito ou débito. Muitas pessoas optam por esse recurso por ser mais seguro do que andar com dinheiro “vivo” ou por não possuírem o mesmo naquele momento, podendo assim, adquirir determinado produto ou serviço de forma que possam pagar por ele no futuro.
  O mais curioso sobre como surgiu o cartão, é que ele não foi pensando necessariamente como uma forma de facilitar o consumo, embora essa com certeza tenha sido uma das maiores façanhas para o comércio e para o movimento da economia.
  O cartão de crédito nasceu em 1950, em New York, depois que alguns executivos saíram para jantar, e perceberam que não tinham dinheiro para pagar a conta. Frank MacNamara conseguiu convencer o dono do restaurante a deixá-los sair e pagar a conta no dia seguinte, depois que eles assinassem uma nota promissória. Depois de toda a confusão, MacNamara, percebeu que faltava uma opção para aqueles que não podiam pagar por um serviço ou produto na hora em que precisavam. Com isso ele teve a grande ideia de criar um cartão com o nome do dono, de forma que fosse possível pagar suas dívidas depois.
  No começo, só alguns clientes, cujos donos dos estabelecimentos consideravam mais confiáveis recebiam o cartão de créditos. Logo em seguida foi criado o Diners Club International, feito de papel-cartão, que era aceito em apenas 27 restaurantes, e que era extremante restrito a pessoas consideradas importantes. Em 1952, o cartão foi se tornando cada vez mais popular ganhando milhares de adeptos, além de ser aceito em diversos estabelecimentos.
  Em 1955 surgiu o primeiro cartão de plástico, como conhecemos hoje. Em 1966, o BankAmerican criou o cartão BankAmericanCARD que, com seu sucesso, passou a ser aceito em mais de 1 12 milhões de estabelecimentos, passando então a se chamar “VISA”, logo em seguida foi criado o Master Charge, conhecido hoje como “MasterCard”.

Como surgiu as lojas online

  A ideia da compra a distancia em si, não é antiga, sendo feita há muito tempo pela televisão, que divulgava um produto e um telefone para contato, pelo qual as pessoas compravam produtos e serviços.
Mas com o avanço da tecnologia e a facilidade com que as pessoas têm acesso a internet, fez com que esse modelo de venda se aprimorasse, e ganhasse uma nova cara: As lojas Online, que é um meio mais rápido e pratico de se adquirir algo!
  Por ser uma das maneiras mais práticas na hora de se adquirir um bem ou até mesmo avaliar um determinado serviço, muitas marcas hoje optaram por migrar para a internet ou por incluir essa plataforma em seu meio de comercio.
  Como consequência desses avanços muitas lojas físicas veem a necessidade de inovar dentro de seu espaço para que assim, consigam atrair o seu futuro cliente, que mudou também sua forma de consumo e precisa de algo que melhore sua experiência e chame sua atenção, algo que o atraia a viver uma nova forma de consumo!
E para que isso aconteça, muitas empresas tentam se unir ao “inimigo”, buscando levar inovações tecnológicas para dentro de seu espaço!
O Look BR é um app de consultoria de moda, que pode te ajudar a melhorar a relação entre o cliente e a loja de forma simples, rápida, pratica e única!!
Ajuda? Chat via WhatsApp